Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2010

LINGUÍSTICA APLICADA AO ENSINO DA LÍNGUA MATERNA (L.M.)

O aluno precisa automatizar certas operações para adquirir proficiência na leitura. Basicamente o aluno deve reconhecer a palavra, o sentido e a estrutura da mesma. As habilidades necessárias para o desenvolvimento de domínio da língua são quatro: Ler, Ouvir, Escrever e Falar. Para que o aprendiz se torne um bom leitor é necessário que o professor trabalhe textos interessantes, que apresentem uma linguagem de fácil entendimento para o aluno e que estes textos tenham relação com o contexto na qual o aluno está inserido. O professor pode incentivar os alunos a se tornarem bons ouvintes, mostrando a estes que eles também estão sendo ouvidos, refraseando o que foi dito pelos alunos, contendo a compulsividade em querer falar antes que o colega finalize sua fala. Para desenvolver a habilidade da escrita o professor pode incentivar o aprendiz a escrever mais, fazendo redações, resumos, relatórios, contando histórias do seu cotidiano, até mesmo organizando a criação de livros de autoria dos alun…

LINGUÍSTICA APLICADA AO ENSINO

A Linguística Aplicada (L.A.) seria um mediador entre descrições teóricas e atividades práticas diversas.
Segundo Halliday, McIntosh e Strevens, a L.A. utiliza as descrições feitas pela Lingüística para outra finalidade, fora da Lingüística. Para Pit Corder, a L.A. pressupõe a Lingüística, é uma atividade e, não um estudo teórico, que utiliza os resultados de estudos teóricos para o ensino de línguas. A L.A. é entendida como “o uso de matérias lingüísticas cujo conteúdo pode aprimorar o trabalho prático nas disciplinas que incluem o uso da linguagem”.


Tanto a Gramática Tradicional quanto a Linguística possuem conceitos formados em relação à questão 'erros'. Para a Gramática Tradicional (G.T.) é considerado erro, tudo o que foge às normas e padrões da língua.
Ex.: Os menino saíram.
Nesse contexto a G.T. considera a frase incorreta, visto que, não há concordância entre artigo, sujeito e verbo.
De acordo com a Linguística, todo enunciado que foge ou não configura em nenhuma variedade li…

DICAS DE ORGANIZAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Olá pessoal! Hoje estava me lembrando dos tempos de faculdade e, em especial nos trabalhos acadêmicos, que é o alvo principal desse blog. Lembrei-me da questão da organização do trabalho, isso também me fez pensar na época em que era professora. Como meus alunos apresentavam seus trabalhos. É de suma importância o cumprimento das normas da ABNT quanto à estrutura do trabalho, mas também existe a questão 'estética' do trabalho. 
Vou explicar, expondo um exemplo pessoal. Certa vez tinha que fazer uma análise de um livro literário e, confesso a vocês que não estava com muito tempo pra pensar nesse trabalho, o que fez com que eu me esquecesse completamente. No dia anterior à entrega da análise fui trabalhar nesse 'projeto', lembrando que a professora era uma pessoa muito exigente, ou seja, se não fizesse um trabalho de qualidade... poderia considerar uma nota bem abaixo do desejado.  Blz, fiz a análise seguindo todos os padrões exigidos, seguindo as normas ABNT, etc., no entant…

O QUE É MATEMATICA

Teorias das mais complexas contadas pelos matemáticos mais extraordinários sobrevoaram a mente humana de como a Matemática foi criada.
Uma definição formal de Matemática seria: a ciência abstrata do espaço, dos números e da quantidade.
A Matemática surgiu junto com a civilização humana. Quando o homem passou a viver em sociedade, surgiram várias necessidades novas.
Era preciso saber a data de plantar e de colher os produtos agrícolas, e para isso era preciso ter um calendário. Para ter um calendário, era necessário fazer medições e observações astronômicas.
À medida que a civilização foi se sofisticando, foi surgindo a divisão do trabalho. Cada pessoa fazia apenas o trabalho especifico para o qual havia sido ensinada ou a tarefa destinada à sua classe social, pois o início da civilização também foi o início das classes sociais.
As civilizações também passaram a trocar as mercadorias que produziam com outros povos. Para isso, tinha-se de avaliar valores, medir quantidades, fazer estimativas…