Posso ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes, mas não esqueço de que minha vida é a maior empresa do mundo. E que posso evitar que ela vá à falência. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vitima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um não. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.
Augusto Cury

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

O QUE É MATEMATICA


Teorias das mais complexas contadas pelos matemáticos mais extraordinários sobrevoaram a mente humana de como a Matemática foi criada.

Uma definição formal de Matemática seria: a ciência abstrata do espaço, dos números e da quantidade.

A Matemática surgiu junto com a civilização humana. Quando o homem passou a viver em sociedade, surgiram várias necessidades novas.

Era preciso saber a data de plantar e de colher os produtos agrícolas, e para isso era preciso ter um calendário. Para ter um calendário, era necessário fazer medições e observações astronômicas.

À medida que a civilização foi se sofisticando, foi surgindo a divisão do trabalho. Cada pessoa fazia apenas o trabalho especifico para o qual havia sido ensinada ou a tarefa destinada à sua classe social, pois o início da civilização também foi o início das classes sociais.

As civilizações também passaram a trocar as mercadorias que produziam com outros povos. Para isso, tinha-se de avaliar valores, medir quantidades, fazer estimativas.

Para efetuar todas essas tarefas, o ser humano criou um instrumento muito engenhoso: o número.

Adição, Subtração, Multiplicação, Divisão, Raiz quadrada, Potência, Frações, Razões, Equações, Inequações, Termos, Leis, Conjuntos, etc,; Todos esses princípios e centenas de milhares de outros estavam dentro da ciência complexa difícil, explicável e lógica que se chamava Matemática, agora, era, uma ciência mundial, isto é, todo o Planeta Terra necessitava da matemática.

Homens Famosos na História da Matemática

Os primeiros grandes astrônomos e filósofos deram o essencial a essa complexidade. Vários deles se destacaram como os egípcios, sumérios, babilônicos e gregos. Grandes mentes surgiram desde esses princípios e inventaram ainda mais outros princípios mais complexos e mais difíceis.

O grego Tales de Mileto (624-546 a.C.) foi o primeiro a desenvolver um sistema de linhas imaginarias e perfeitas e a elaborar seqüências regulares de argumentos para as relações matemáticas.

Tales propôs alguns teoremas matemáticos como o de que o diâmetro de um circulo o divide em duas partes iguais, e o que estabelece que os ângulos da base de um triângulo isósceles são iguais.

Tales teria circulado a altura de uma pirâmide comparando a sombra desta com a sombra de uma vara fincada no chão. Foi o primeiro homem de que se tem noticia a afirmar que o brilho da Lua era resultado do reflexo da luz do Sol.

Pitágoras (582-497 a.C.) foi o primeiro homem a afirmar que a Terra era esférica. Foi o fundador da acústica, ao relacionar o comprimento das cordas de um instrumento musical ao som por elas produzido.

Também é atribuída a Pitágoras a descoberta das divisões inexatas. A raiz quadrada de 2, por exemplo, não pode ser determinada por nenhuma fração exata.

Pitágoras é lembrado como o autor do teorema que estabelece que o quadrado da hipotenusa de um triângulo retângulo é igual à soma dos quadrados dos catetos.

Euclides (cerca de 325 a.C.) demonstrou ser infinita a série de números primos e comprovou a irracionalidade da raiz quadrada de 2 (descoberta por Pitágoras).

Euclides condenou em seu livro Elementos todo o saber matemático de sua época.

A origem dos números

Apesar de serem os grandes matemáticos da Antiguidade, os gregos tinham algumas limitações. Não possuíam um sistema numérico adequado e não conheciam o número 0. Esses problemas só foram solucionados no inicio da Idade Média, com a invenção dos algarismos hindu-arábicos.

O matemático árabe Mohammed Ibun Musa Al-Khwarizmi (780-850) foi um dos primeiros a utilizar esses algarismos em seus tratados de Matemática, com base em um conjunto de símbolos que ele aprendeu com os hindus. Al-Khwarizmi foi o primeiro a utilizar em suas obras o números 0. O matemático árabe foi autor de um livro, no qual expôs suas teorias.

Quando esse livro foi traduzido para o latim o nome al-Jabr (transposição) foi traduzido como Álgebra, o ramo da Matemática que trata das soluções das equações por meio de supressões e transposições. O nome do matemático daria origem à palavra algarismo (Al-Khwarizmi).

A Matemática e seus avanços

A Matemática teve um avanço considerável com a descoberta do cálculo por Newton e Leibnitz no século XVII.

O cálculo se divide em dois tipos: o cálculo diferencial, utilizado para resolver problemas relacionados com a velocidade em que os fenômenos ocorrem, e o cálculo integral, que determina volumes e áreas irregulares e serve para resolver problemas relacionados à adição de infinitesimais.

O avanço da Matemática tornou o homem capaz de resolver problemas cada vez mais complexos e possibilitou o desenvolvimento da ciência.

Os mais recentes avanços da Matemática possibilitaram, entre outras coisas, o surgimento da Informática, que permitiu a invenção dos computadores.

Atualmente, a Matemática não é mais encarada como uma ciência abstrata que trata dos números e suas relações, mas uma ciência empírica, como a Química e a Física.

Concluímos que a Matemática foi criada para auxiliar no suprimento de várias necessidades dos primórdios.

Desde então tem avançado ao longo dos tempos, proporcionando não só o auxilio de solução de problemas, como no inicio, bem como no surgimento e avanço de outras ciências que necessitam da Matemática para que sejam desvendadas.

REFERENCIAS 
WIKIPEDIA. Historia da Matemática. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_da_matem%C3%A1tica
Acesso em: 30 ago. 2008